Sexta, 21 de Junho de 2024
23°C 36°C
Teresina, PI
Publicidade

Tem início a Conferência Internacional de Tecnologia das Energias Renováveis em Teresina

Evento busca estimular a discussão e difusão das novas tecnologias empregadas na geração de energia limpa.

03/06/2024 às 21h21 Atualizada em 05/06/2024 às 07h33
Por: Redação
Compartilhe:
Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

Com o tema “As Tecnologias das Energias Renováveis no Contexto da Transição Energética Global Justa e Sustentável", a Conferência Internacional de Tecnologia das Energias Renováveis (Citer) se posiciona e demonstra a prioridade do Piauí em relação ao desenvolvimento sustentável, pautando a geração da energia verde. Atualmente o Piauí é um dos maiores produtores de energia eólica do país, além de apresentar um crescimento exponencial na geração de energia solar.

A conferência irá contar com diversos painéis simultâneos com líderes e personalidades para gerar discussões sobre as mudanças climáticas e o papel da geração de energias limpas como contramedida para o avanço da degradação ambiental. A conferência conta também com uma Feira de Negócios de Energias Renováveis, onde empresas de diversos tamanhos terão a oportunidade de apresentar seus produtos, criar networking e troca de experiências, atividades de educação ambiental, atividades culturais, intervenções urbanas e visitas técnicas.

A ministra da Ciência e Tecnologia, Luana Santos, aponta que o avanço na geração de energia limpa no Nordeste é possível graças ao potencial natural da região, além da capacidade de inovação. “Essa conferência internacional vem para um local que tem grande vocação para a energia renovável. Nós somos pioneiros disso desde os tempos das hidroelétricas e a gente continua mantendo essa liderança exatamente pela nossa capacidade de inovação. Graças aos nossos Centros de Pesquisas, Universidades, que a gente pode juntar e fazer essa verdadeira interseção entre a iniciativa privada, os governos, sejam eles estaduais ou federais, e a iniciativa privada. É essa interseção que possibilita que a inovação aconteça”, pontuou.

Além da geração de energia limpa, outro foco do Citer é a produção de combustível verde através do hidrogênio. O Piauí e o Nordeste brasileiro são o celeiro perfeito para se apresentar como o principal player no avanço da geração de hidrogênio verde. Para o governador Rafael Fonteles, é preciso desenvolver políticas públicas que abranjam e avancem a neoindustrialização do Nordeste através da energia verde.

"O Piauí produz cinco vezes mais energia do que consome, e a matriz elétrica é 100% limpa, exportando esse excedente para o sudeste brasileiro. O próximo passo é transformar essa eletricidade em hidrogênio verde e seus derivados. O Piauí se posicionou como protagonista nessa discussão e já atraiu investidores com dois projetos que deverão já estar sendo construídos em 2025. Essa produção de hidrogênio vai permitir a neoindustrialização do Brasil, em especial o Piauí, porque com energia verde vai ser possível atrair outras cadeias industriais para produção de produtos verdes”, defendeu Fonteles.

 

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
Lenium - Criar site de notícias