Sexta, 21 de Junho de 2024
23°C 36°C
Teresina, PI
Publicidade

Carta do Piauí estabelece compromissos dos correalizadores com as tecnologias de energias renováveis

O documento menciona ainda a importância da aprovação do marco legal das energias renováveis, do Hidrogênio Verde.

05/06/2024 às 07h33 Atualizada em 07/06/2024 às 17h01
Por: Redação
Compartilhe:
Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

O governo do Piauí e representantes de 21 instituições públicas e privadas, assinaram na última terça-feira (4), a Carta do Piauí, como parte da Conferência Internacional de Tecnologias de Energias Renováveis- Citer, que acontece no Centro de Convenções de Teresina. O documento destaca o papel crucial das energias renováveis no combate às mudanças climáticas e a importância vital da transição energética global responsável, justa e sustentável.

O governador Rafael Fonteles destacou a representatividade do ato. “O compromisso com a ciência, a tecnologia e a inovação, e que as instituições brasileiras, as empresas brasileiras, a academia brasileira se apropriem dessas tecnologias para exatamente aumentar, ampliar as oportunidades que o nosso povo pode ter, a partir da transição energética. E também o nosso apoio irrestrito ao parecer do senador Otto Alencar, do Senado Federal, para poder votar, se Deus quiser, ainda no mês de junho, o marco legal do Hidrogênio Verde” considerou.

A carta estabelece um compromisso com a promoção e desenvolvimento de tecnologias de energias renováveis, com enfoque no hidrogênio verde. “Este documento surge como resultado da ampla contribuição da Conferência Internacional de Tecnologias das Energias Renováveis – Citer Piauí 2024 e visa delinear novos caminhos, compromissos e estratégias, a fim de posicionar o Piauí como um líder no setor de energias limpas e contribuir para um
futuro mais sustentável e próspero” diz a carta.

O evento é também uma grande vitrine do potencial do Piauí para produção do combustível do futuro. As condições diferenciadas encontradas no território piauiense já são reconhecidas por investidores de várias partes do mundo.

“Tem potencial como geração de energia, de energia limpa, também é extremamente importante em termos de transmissão. Na verdade o Piauí está se assumindo como parte de um nó de transmissão de energia que liga o nordeste ao sudeste, mas o Piauí tem características quer de geração de energia elétrica, quer de geração de outras formas como seja hidrogénica” considerou João Marques da Cruz, CEO da EDP Brasil, empresa de origem portuguesa que atua em toda a cadeia de valor de energia: geração, transmissão e distribuição.

A carta menciona ainda a importância da aprovação do marco legal das energias renováveis, do Hidrogênio Verde, e a relevância das instituições se unirem. “Temos uma co-realização de 21 instituições que se reuniram neste memorando de entendimento para realizar a CITER. Essa carta fala justamente da importância dessa união, para aprovação de regulamentação voltada para as energias limpas” pontuou Ana Paula Moura, presidente do Instituto de Cooperação Internacional para o Meio Ambiente (Icima).

 

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
Lenium - Criar site de notícias